Taça da Liga: Polícia intolerante a atos de violência, racismo e xenofobia

A Polícia de Segurança Pública garantiu hoje que será “intolerante a atos de violência” e a “mensagens de cariz racista e xenófobas”, na ‘final four’ da Taça da Liga, de 24 a 28 de janeiro, em Leiria.

Taça da Liga: Polícia intolerante a atos de violência, racismo e xenofobia

Taça da Liga: Polícia intolerante a atos de violência, racismo e xenofobia

A Polícia de Segurança Pública garantiu hoje que será “intolerante a atos de violência” e a “mensagens de cariz racista e xenófobas”, na ‘final four’ da Taça da Liga, de 24 a 28 de janeiro, em Leiria.

O subintendente Abel Batalha, da PSP de Leiria, frisou que aquela força policial estará ainda especialmente atenta à entrada de material pirotécnico, para que “seja criado um bom ambiente em torno deste evento”.

“O perímetro exterior só será de controlo bilhético, na zona da segurança haverá revistas aleatórias e na entrada das portas todos serão revistados. Ninguém passará sem ser revistado. Os adeptos estão a ser monitorizados pelas valências da PSP, para não sermos surpreendidos”, afiançou Abel Batalha.

A PSP estará ainda atenta e trabalhará em colaboração com a Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto para garantir que os adeptos que estão proibidos de entrar em estádios de futebol não o façam.

O plano de segurança para os jogos das meias-finais, que opõem o Arouca ao Sporting (terça-feira) e o FC Porto ao Académico de Viseu (quarta-feira) envolve “todas as valências da PSP”, assegurou o subintendente, sem especificar quais.

O dispositivo de segurança é constituído por PSP, GNR, segurança privada, emergência médica, bombeiros, Cruz Vermelha e serviço de proteção civil do Município de Leiria, tendo como objetivo garantir que o evento, que se realiza pela terceira vez consecutiva em Leiria, seja um “verdadeiro hino ao futebol”, salientou o subintendente da PSP de Leiria.

Antes da chegada ao Estádio de Leiria, vão ser criados, nos dias dos jogos, dois perímetros de segurança, sendo que o primeiro abrirá às 15:00 para verificação inicial de acesso. “Só entra quem estiver munido de bilhete”, explicou o diretor de segurança da Liga Portugal, Roberto Domingos.

Já dentro da área circundante ao estádio, haverá uma “revista aleatória”, sendo que todos os adeptos serão depois revistados à entrada do complexo desportivo.

A abertura de portas para acesso ao estádio ocorre duas horas antes do jogo.

Roberto Domingos explicou que os adeptos das equipas das meias-finais entram por zonas diferentes. Assim, nas duas meias-finais, a zona Poente (portas 5,6,7 e 8) está reservada aos adeptos do Arouca e Académico de Viseu, nos respetivos dias de jogo.

O lado Nascente (portas 1, 2, 3 e 4) fica para os apoiantes do Sporting e FC Porto, nos dias respetivos das suas meias-finais

“É um espetáculo que queremos seguro. Queremos que as famílias venham para desfrutar do mesmo”, salientou o diretor de segurança da Liga, referindo que se verificará uma situação idêntica para a final.

Abel Batalha assegurou ainda que a segurança estará por toda a cidade, cujo centro — onde está a ‘fan zone’ – é policiado também com recurso a videovigilância.

“A PSP apela ao desportivismo e ao ‘fair-play’, para que seja uma festa do desporto para todos os intervenientes”, alertou o subintendente, que aconselha as pessoas a chegar o mais cedo possível e a deixarem os veículos nos parques adequados.

Abel Batalha pediu ainda a compreensão de todos os cidadãos, nomeadamente os leirienses, uma vez que estarão condicionados na mobilidade rodoviária durante os jogos que decorrem durante a semana.

“Os acessos são delicados. Aconselhamos a circular pelas vias externas”, até porque as artérias na zona envolvente ao estádio estarão cortadas a partir das 15:00.

A PSP aconselha ainda a não adquirir bilhetes a desconhecidos para evitar burlas, não deixar objetos à vista no interior das viaturas e a manter as carteiras junto ao corpo nos aglomerados.

Abel Batalha admitiu ainda que se a final, que se disputará no sábado, opuser FC Porto e Sporting, será um jogo de “risco elevado”, frisando, contudo, que a PSP está preparada para responder a qualquer cenário possível.

EYC // PFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS