As 7 situações em que deve ir de imediato ao ginecologista

Devemos conhecer o nosso corpo e dar a devida atenção aos sinais que ele nos transmite. Saiba com que sinais deve ir de imediato ao ginecologista, e evite uma ida às urgências.

As 7 situações em que deve ir de imediato ao ginecologista

As 7 situações em que deve ir de imediato ao ginecologista

Devemos conhecer o nosso corpo e dar a devida atenção aos sinais que ele nos transmite. Saiba com que sinais deve ir de imediato ao ginecologista, e evite uma ida às urgências.

Para muitas mulheres, a ida ao ginecologista pode ser um constrangimento, mas a verdade é que é um hábito necessário. É fundamental estar atenta aos sinais e consultar um especialista com regularidade de forma a prevenir o aparecimento de  doenças genitais e uterinas. De acordo com a médica Sherry Ross, todos os sinais são importantes quando se fala de saúde íntima. «Um sintoma menor pode indicar um problema maior», diz Ross. A revista Self, – com o auxílio de alguns especialistas de saúde feminina – revelou 7 sinais que não deve ignorar.

Para ler depois
Ginecologista alerta mulheres: “Não lavem a vagina por dentro”
Após a divulgação polémica da escova vaginal Blossom Brush, para limpar detritos da menstruação, ginecologista revela os riscos do uso destes acessórios (… continue a ler aqui)

A que sinais devemos ter atenção e ir ao ginecologista?

1 – Perda de sangue fora do período menstrual

Grandes perdas de sangue entre as menstruações e por períodos prolongados podem ser sinal de infecção, quistos, pólipos, e em casos mais graves, até cancro.

2 – A menstruação (nem sempre) é horrivelmente penosa

Em períodos de menstruação é natural a ocorrência de dor abdominal, mas até certo ponto. Se sentir fraqueza extrema e dores incapacitantes deve procurar o seu ginecologista o mais breve possível.

3 – O sexo provoca dores

Não ignore este sintoma. Pode parecer-lhe algo inofensivo e até associável a posições mal conseguidas, mas caso ocorra mais que uma vez pode indicar quistos nos ovários, endometriose, bem como inflamação pélvica.

4 – Secura vaginal extrema

Com o avançar da idade, é normal que a mulher fique menos lubrificada. No entanto, secura vaginal na juventude -nomeadamente no acto sexual- pode ser sinal de desregulação hormonal.

5 – Odor vaginal desagradável

Corrimento vaginal com odor desagradável e incomum, corrimento amarelado, irritação ou coceira são normalmente sinais de infecção bacteriana.

6 – A menstruação deixou de aparecer

O não aparecimento do período é um sinal grave de disfunção hormonal. Se o período não lhe aparecer e após teste não estiver grávida, consulte o seu médico.

7 – Ocorrência de inchaço vaginal, prurido e/ou dor após o sexo

Estes sintomas são comummente associados a alergias ao látex contido nos preservativos. Se alterar o seu método contraceptivo e o inchaço, prurido e/ou dor permanecerem, marque uma consulta.

Impala Instagram

Mais

RELACIONADOS