Ucrânia: Encerramento de radiotelevisão canadiana na Rússia “inaceitável”

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, considerou hoje “inaceitável” o encerramento delegação de Moscovo da radiotelevisão canadiana CBC e o cancelamento de acreditações e vistos dos seus jornalistas, em retaliação à proibição de canais do grupo russo RT no Canadá.

Ucrânia: Encerramento de radiotelevisão canadiana na Rússia

Ucrânia: Encerramento de radiotelevisão canadiana na Rússia “inaceitável”

O primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, considerou hoje “inaceitável” o encerramento delegação de Moscovo da radiotelevisão canadiana CBC e o cancelamento de acreditações e vistos dos seus jornalistas, em retaliação à proibição de canais do grupo russo RT no Canadá.

“Por decidir expulsar a imprensa canadiana de Moscovo, [Vladimir] Putin está a tentar impedi-la de relatar os factos e isso é inaceitável”, disse Justin Trudeau, acrescentando que “os jornalistas devem poder trabalhar com segurança — sem censura, intimidação ou interferência”.

É a primeira vez que Moscovo bane um órgão de comunicação social ocidental desde o início da ofensiva russa na Ucrânia, a 24 de fevereiro. Três semanas antes, a Rússia tinha, contudo, fechado a alemã Deutsche Welle, em retaliação contra a proibição de transmissão da estação pró-Kremlin RT na Alemanha.

“Foi tomada a decisão de adotar medidas de retaliação às ações do Canadá — neste caso, trata-se do encerramento da delegação em Moscovo da radiotelevisão CBC, incluindo o cancelamento das acreditações e dos vistos dos seus jornalistas”, anunciou hoje a porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, Maria Zakharova.

JML (ANC) // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS