Número de desempregados com subsídio de desemprego recuou em dezembro para 163.824

O número de desempregados com prestações de desemprego recuou 0,1% em dezembro face a novembro e 23,1% em relação ao mesmo mês de 2021, para 163.824 subsídios, segundo os dados estatísticos da Segurança Social.

Número de desempregados com subsídio de desemprego recuou em dezembro para 163.824

Número de desempregados com subsídio de desemprego recuou em dezembro para 163.824

O número de desempregados com prestações de desemprego recuou 0,1% em dezembro face a novembro e 23,1% em relação ao mesmo mês de 2021, para 163.824 subsídios, segundo os dados estatísticos da Segurança Social.

De acordo com a síntese estatística mensal elaborada pelo Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, aquele total de 163.824 de subsídios pagos a desempregados traduz uma redução mensal de 101 beneficiários e homóloga de 49.144 beneficiários.

O sexo feminino representava em dezembro 56,9% dos beneficiários de prestações de desemprego e o sexo masculino 43,1%, tendo-se verificado uma diminuição de prestações de desemprego processadas a mulheres em 0,9%, face ao mês anterior, enquanto no caso dos homens houve um aumento de 1,1%.

Os dados referentes às várias tipologias de prestações de desemprego indicam que o subsídio de desemprego abrangeu 126.723 pessoas em dezembro, número que reflete uma quebra de 0,3% face ao mês anterior, e de 13,1% em relação ao período homólogo.

Já o número de beneficiários do subsídio social de desemprego inicial foi de 7.322, com o GEP a assinalar um crescimento mensal de 17,3% e de 10,6% face ao mesmo mês do ano anterior.

Por seu lado, o subsídio social de desemprego subsequente chegou em dezembro a 23.745 pessoas, o que traduz uma diminuição de 4,6% (menos 1.147 beneficiários) face a novembro e um aumento de 57,9% face ao mês homólogo (mais 8.703 beneficiários).

Os dados estatísticos da Segurança Social revelam que o valor médio das prestações de desemprego foi de 588,02 euros em dezembro, mantendo-se estável face aos 588,81 registados em novembro, e correspondendo ao valor mais elevado desde o início da série, em janeiro de 2006.

O Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) divulgou hoje que o número de desempregados inscritos nos centros de emprego baixou 11,8% em dezembro em termos homólogos, para 307.005, o valor mais baixo neste mês nos últimos 30 anos, segundo o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Quando comparado com dezembro de 2019, período pré-pandemia, a redução foi de 1,1% (-3.477 pessoas), sendo que em cadeia, entre novembro e dezembro de 2022, eram mais 10.282 (+3,5%) as pessoas desempregadas.

LT (PD) // CSJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS